6 direitos de quem sofre acidente do trabalho

Share

Acidente de trabalho

O trabalhador, assim como qualquer pessoa, está sujeito a sofrer algum tipo de acidente durante a prestação de seus serviços. Contudo, o mesmo não pode ficar desamparado caso sofra algum infortúnio enquanto exerce a sua profissão. Por tal motivo, quem sofre acidente do trabalho possui alguns direitos especiais.

De acordo com a Lei n° 8.213/91 acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

Ainda, além do acidente típico, as doenças profissionais e do trabalho são equiparadas a acidente do trabalho.

A doença profissional é aquela causada pelo exercício do trabalho específico a determinada atividade, além de fazer parte de relação elaborada pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social.

Já a doença do trabalho é aquela adquirida em função das condições especiais que o trabalho é realizado, devendo ser relacionada diretamente com ele.

Como dito, aquele que sofre acidente do trabalho não pode ficar desamparado, por isso possui alguns direitos especiais. Veja:

1 – AUSÊNCIA DE CARÊNCIA PARA O RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO

Para ter direito ao recebimento de qualquer benefício originário de acidente do trabalho basta o trabalhador ser segurado, não precisando cumprir nenhum período de carência. Desta forma, o profissional poderá receber o benefício mesmo que tenha se tornado segurado no dia do acidente.

2 – ESTABILIDADE

Após o retorno às suas funções, o trabalhador que ficou afastado por motivo de acidente de trabalho terá estabilidade de doze meses no seu emprego, não podendo ser dispensado antes de completar tal período.

3 – SEGURO OBRIGATÓRIO – DPVAT

Na hipótese de o acidente de trabalho também ser um acidente de trânsito, o segurado poderá receber o seguro DPVAT junto do benefício previdenciário sem problema algum, sendo possível a acumulação dos direitos.

4 – FGTS

Durante todo o período em que o empregado acidentado estiver afastado, o empregador é obrigado a continuar depositando o seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

5 – ISENÇÃO NO PAGAMENTO DO IMPOSTO DE RENDA

Os benefícios acidentários não sofrem desconto do Imposto de Renda, sendo direito do segurado que sofrer acidente de trabalho a isenção no pagamento do referido imposto no que se refere ao benefício.

6 – INDENIZAÇÕES

Caso o empregador cause o acidente ou tenha contribuído para a sua ocorrência, o empregado deverá ser indenizado pelos danos morais e materiais sofridos em virtude do acidente de trabalho. Esta indenização deverá ser pleiteada judicialmente.

CONCLUSÃO

Pelo exposto, percebe-se que o segurado que sofrer acidente do trabalho não estará completamente desamparado durante o momento de dificuldade pelo qual passará enquanto estiver afastado de seus serviços e, até mesmo, após retornar ao seu emprego.

Veja mais:

Aposentadoria por idade do trabalhador rural: especificidades

Carência: que benefícios previdenciários independem de carência?

Justa causa pode ser aplicada sem advertência e suspensão prévia?

Pensão alimentícia: quanto meu filho vai receber?

Dano moral, afinal de contas, o que é?

218 Comentários em "6 direitos de quem sofre acidente do trabalho"

  1. trabalho em uma firma que da almoço e na hora do almoço fui almoçar fora dai sofri um acidente. É considerado acidente de trabalho?

  2. Fabio Augusto disse:

    Olá sofri acidente vindo embora da fábrica onde

  3. darlan disse:

    sou servente de obra. sofri um acidente de trabalho caindo da laje em quanto ela estava sendo concretada. as escoras não aguentaram o concreto e desmoronaram. não me deram nenhum EPI e mesmo que tivesse me dado, pelo menos o cinto de segurança, não tinha aonde prendê-lo. não havia nenhum cercado na laje para dar segurança. posso processar a empresa por ter causado este acidente, não me dando nenhuma segurança de trabalho?

  4. Cleiton Silva disse:

    Trabalho como servente de marmoraria, mas desviao da minha
    Função pra ajudante de caminhão , seu sofrer qualquer acidente fora do meu setor de trabalho , tenho direito a processar a empresa…. Por me deslocar da minha função …e me por em outra ???

  5. Cleiton Silva disse:

    Obrigado Felipe.. Abraços

  6. jose disse:

    trabalho em uma oficina de motos, quando fui buscar um cliente em seu trablaho para pegar seu veiculo e entrei em uma rua que era contra mao mas nao tinha nenhuma sinalizaçao avisando isso! e eu tambem nao sabia que era contramao e no cruzamento mas na frentre eu vinha rapido e bati em carro da prefeitura. nesse caso eu tenho que pagar alguma coisa?

    • José,

      O empregador é responsável pelos danos causados pelo empregado. Se no seu contrato ou na convenção coletiva da sua categoria estiver previsto que você pode ser descontado do seu salário, você talvez tenha que pagar alguma coisa, sim.

      Caso você consiga comprovar que a rua estava mal sinalizada, o Município pode ser responsabilizado.

      Boa sorte.

  7. Claudio disse:

    Sofrir um acidente de trabalho e a empresa que pricipal causadora do acidente,to saindo com lesaõ e seguela e comprometeu meus tedaes extensores do meu pé esquerdo 2 au 5 dedos quel meus direitos com a empresa e o inss…

    • Claudio,

      Você poderá receber auxílio-doença acidentário. Caso a lesão limite o seu trabalho permanentemente, poderá receber auxílio-acidente.

      Além disso, poderá cobrar uma indenização por danos morais da empresa.

      Boa sorte.

  8. salete disse:

    ola eu tenho um trabalhado sendo que pedir pra ele não subir na laje pra não corta a telha fui pra casa ele subiu agora quebro a perna que ja estava ruir agora fraturou a coluna agora tenho que denisa em alguma coisa mesmo pedindo para na corta a telha

    • Salete,

      Se ele é seu empregado e se machucou prestou serviços, você pode ser obrigada a indenizar.

      Apenas “falar para ele tomar cuidado ou não fazer alguma coisa” não é o bastante. O empregador tem de fiscalizar se o empregado está cumprindo as determinações de segurança e, se não tiver, dar uma punição.

      Abraço

  9. Higor disse:

    Olá eu me machuquei na minha empresa , levei três pontos no dedo , fiquei afastando por 1 semana , depois q eu voltei algus2 dias depois me mandarao em bora , queria saber se tenho direito alguma coisa . Obg.

  10. helio luiz pereira disse:

    sou encarregado de eletricista sofri acidente quando estava voltando para firma de caminhao . veio uma carreta ela deu ele e badeu na lateral do caminhao que eu estava a firma tem que me endenizar ou nao

    • Helio,

      Depende. Se você teve sequelas, se a empresa poderia ter feito alguma coisa para evitar ou diminuir os riscos e não fez, entre outras coisas.

      Procure um advogado para que ele analise o seu caso.

      Abraço

  11. Luna ferreira disse:

    Trabalho de mecânico e hoje,fui na rua testa um veículo do cliente, passei na possa Dágua e o moto bateu o padrão falou que tenho que paga o conserto isso é certo

    • Luna,

      Depende do que constar na Convenção Coletiva de sua categoria. Existe a possibilidade de descontos no salário do empregado por danos causados involuntariamente em algumas convenções, apesar de a regra ser apenas de o empregado ter de reparar os danos caso ele haja com dolo.

      Abraço

  12. Veronica disse:

    Olá boa noite, trabalho numa loja que tem escadas e na segunda feira ao descer virei ocomuniquei a adm da loja e ela simplesmente me mandou ir ao médico ninguém se dispôs a ir comigo tive q ir de ônibus e metrô até o centro clínico mais perto chegando lá tive q imobilizar o pé devido a lesão, como procedo em relação à empresa?

    • Verônica,

      Se você precisar ser afastada pelo INSS, acredito que terá direito ao auxílio-doença acidentário, tendo estabilidade por 12 meses após o seu retorno ao trabalho.

      Caso você consiga comprovar que a empresa foi negligente tanto com a sua segurança durante o trabalho como em seu atendimento, talvez você consiga uma indenização por danos morais.

      Boa sorte.

  13. Renata disse:

    Oi,
    Trabalho em uma escola e tive uma queda no meu horário de trabalho, fui para o hospital onde foi detecrado uma luxação no joelho, não consigo andar direito e nem dobrar a perna. Só que no hospital do dão declaração e isso não abona minhas horas, gostaria de saber quais meu direitos por ter me machucado dentro de empresa

  14. ANA disse:

    BOA TARDE MEU COMPANHEIRO SOFREU UM GRAVE ACIDENTE NO TRABALHO ELE CAIU DECIMA DE UM GALPÃO DE OITO METROS DE ALTURA, ELE FICOU 119 DIAS NO HOSPITAL SAIU DIA 25.06.2015 E DESDE ENTAO PERMANECE AFASTADO POR ESTA SEM MEMORIA AINDA NAO ANDA A EMPRESA AJUDA PARCIALMENTE NAS DESPESAS, SO QUE AGORA ELES ESTAO ALEGANDO QUE TEM QUE APOSENTAR ELE QUE A EMPRESA NAO PODE FAZER MAIS NADA!!! QUAIS SÃO OS DIREITOS DELE? ELE FOI CONSIDERADO INCAPAZ DE EXERCE QUALQUER FUNÇÃO ELE TEM DIRETO A INDENIZAÇÃO??? COMO AGIR???

    • Ana,

      Se a empresa teve culpa no acidente ele pode ser indenizado pelos danos sofridos.

      Caso ele se recupere e volte a trabalhar, terá direito a 12 meses de estabilidade.

      Além disso, ele tem todos os direitos descritos no texto.

      A aposentadoria por invalidez é determinada pela perícia do INSS. Caso o perito entenda que ele não tem condições de voltar a trabalhar nunca mais a aposentadoria poderá ser concedida.

      Abraço

  15. Luciana disse:

    A cadeira em que eu estava sentada no meu trabalho quebrou, cai de costas e bati a cabeça mais não perdi a consciência, fui socorrida foram feito radiografias e a médica que me atendeu disse que não teve fratura e me passou um anti inflamatório, tomei medicamentos na veia e fui dispensada, no dia seguinte comecei a sentir fortes dores nos quadris e coluna e não conseguia concetrar no trabalho pois nem se quer me deu atestado e continuo com dores e com esquecimento e falta de concentração, meio zonza o que devo fazer? E se tenho algum direito a benefício, pois não estou conseguindo me concentrar no trabalho. Obrigada

    • Luciana,

      Você deve voltar ao médico e relatar os seus sintomas. Caso o médico lhe afaste e você receba benefício previdenciário, acredito que ele deve ser de espécie B91 lhe garantindo estabilidade provisória.

      Abraço

  16. Leandro disse:

    Boa tarde,me acidentei na empresa trabalhando em um setor q não é meu e executando outra tarefa q não é minha função, fiquei 12 dias em casa ,mesmo com esses dias o movimento do dedo não voltou o normal,e o médico do cat me deu alta. ..tenho algum direito?

  17. Mercia disse:

    Sofri acidente no meu trabalho to encostada pelo inss eles me deram auxilio doença perdi uma visão nesse acidente tenho direito de uma idenizacao? O q faço

    • Mercia,

      Você pode requerer uma indenização pela perda da visão caso comprove que houve culpa da empresa no acidente. Se você trabalhava em atividade de risco, não é necessário comprovar a culpa da empresa.

      Boa sorte.

  18. Junior disse:

    Oi.
    Trabalho em uma mecânica desde novembro de 2015. Sendo que tive um acidente dentro da empresa, tive amputação parcial de um dedo da mão direita no mês de fevereiro deste ano.só que não estava registrado na empresa, e ainda não estou. Depois dos 15 dias de atestado passou se um mês e ainda não estava me sentindo seguro para trabalhar pois meu dedo perdeu o movimento e meu patrao havia prometido que pagaria meu salário como se eu estivesse trabalhando. Mas não foi o que aconteceu não recebi nada …Então queria saber se tenho direitos a reclamar..

  19. Mara esterlania disse:

    Um Acidente no trabalho… sou vendedora e um dia de trabalho caiu uma caixa de um ventilador em cima do meu tornozelo ocasionando dores e inchaço no meu pe. Fui adiando d tratar o caso.. e veio ocasionando uma ulcera cronica no meu tornozelo… isso é um acidente de trabalho??? Entrarei em afastamento.. quando voltar ao trabalho. Corroo risco de ser remetida e podem fazer isso???

    • Mara,

      Acredito que isto pode ser considerado um acidente do trabalho, sim.

      Se você for afastada pelo INSS terá direito à estabilidade e não poderá ser demitida.

      Abraço

  20. cezario disse:

    Sofri um acidente de moto em exercio de minha funçao sou vendedor onde fraturei a coluna em 3 lugares fiz cirurgia ficando tambem com sequelas no braço cabeça do radio fiquei afastado por 7 anos e recebo auxilio acidente fui remunerado dentro da empresa e estou recebendo em casa meu salario a 2 anos e meio o que fazer e quais os diretos?

  21. Gilmar disse:

    Bom dia, boa tarde, boa noite…Minha esposa é técnica de Enfermagem, durante seu expediente foi ameaçada de morte por uma usuária de drogas que chegou a mostra uma navalha para ela falando que iria cerca ela na saída do trabalho, após o fato, o médico psiquiatra que trabalhava junto com minha esposa chamou a Policia porque tb foi ameaçado, mas a coordenadora não deixou fazer ocorrência, após esse fato minha esposa não conseguiu mas coltar ao trabalho saia de casa para o trabalho mas não conseguiu mas exercer sua profissão, passando a fazer tratamento psíquiatrico e com psicologo hj toma umas 03 quantidades de remédios super pesado e passou a ter labirintite não consegue sair sozinha mais de casa, porque perdeu a noção de onde tá, chegando várias vezes a quase ser atropelada, qd não desce em ponto de ônibus errado, queria uma orientação de sobre esse assunto,

    • Gilmar,

      Primeiro ela deve ser afastada do trabalho pelo médico dela. Se o afastamento for por mais de 15 dias, ela terá direito ao auxílio-doença.

      Caso consiga comprovar que a empresa não tomou as medidas de segurança adequadas ou não prestou atendimento à sua esposa, poderá pleitear uma indenização por danos morais.

      Abraço

  22. Diogo santos disse:

    Ola presto serviços para net cai da escada 4 metros de altura quebrei o tornozelo ea tíbia vou ter q operar queria saber se a empresa continua a pagar meu vr

    • Diogo,

      Se “vr” for vale refeição, entendo que não, pois este benefício, assim como o vale transporte, costuma ser devido apenas nos dias em que o empregado vai trabalhar. Entretanto, como este direito costuma ser dado por livre espontânea vontade da empresa, nada os impede de continuar pagando caso assim desejem.

      Boa recuperação.

  23. Leandro disse:

    Eu sofri um acidente indo pro trabalho a 300 metros da empresa fui atropelado na faixa de pedestre com sinal aberto para mim passar e quebrei o fêmur a empresa teria que tá me ajudando Quais são os meus direitos passei por cirurgia estou encostado há um ano queria saber se a empresa teria que me ajudar neste um ano que estou parado

    • Leandro,

      Você sofreu um acidente de trajeto e está afastado pelo INSS. A empresa não precisa lhe ajudar em nada, pois você está recebendo benefício previdenciário. Quando você tiver alta do INSS terá estabilidade de 12 meses.

      Abraço

  24. Walter Rotondo Filho disse:

    Quando você recebe o auxilio-doença, você perde o direito ao décimo terceiro salário,

  25. Barbosa disse:

    Sofri um acidente no trabalho e não me lembrava de nada porque bati a cabeça, quando voltei as atividades fizeram analise e disseram que foi mal súbito, mas depois de alguns dias fui recuperando memoria e lembrei que cai da escada que estava suja de óleo, agora me despediram e desde o ocorrido sempre sinto muitas dores de cabeça e sempre esqueço das coisas, e tenho sono a mais que o normal.

    • Barbosa,

      Se você tiver como provar que o acidente foi por causa da sujeira na empresa, mova uma reclamação trabalhista pleiteando uma indenização. Se você ficou afasto pelo INSS por conta do acidente, você pode requerer sua reintegração, pois era estável.

      Procure um advogado.

      Abraço

  26. Paulo disse:

    Sofri um acidente de trabalho trabalho como promotor de vendas uma caixa caiu em cima do meu anti braço aí quebrou meu braço eu posso da entrada no DPVAT e empresa tem que se responsabiliza com as consequências?

    • Paulo,

      DPVAT é apenas para acidente de trânsito.

      Se você é empregado e vai ficar mais de 15 dias afastado deverá receber auxílio-doença acidentário e terá estabilidade de 12 meses após a alta médica.

      Abraço

  27. william disse:

    Ola, certo expediente eu tive um desvio de função onde na falta do mensageiro naquele dia, e minha chefe pediu pra eu pegar mais de 10 malas com mais de mas 40kg cada uma e levar pra um apartamento do prédio, após esse dia, minha coluna nunca mais foi a mesma, a hernia de disco que tinha curado, voltou com tudo, e passei quase 7 mese na pericia com o codigo 91 (auxilio acidentario) fui em adv ele disse que podemos entrar com danos morais, gostaria de saber se é possivel mesmo, e outra, se solicitar as imagens da camera da empresa como prova como tava levando as malas no dia em questão.

  28. Bruna disse:

    Bom dia, meu marido sofreu acidente na empresa onde trabalha e está com o braço imobilizado, vai ficar 15 dias em casa, só tem um problema ele não foi registrado na empresa, estamos sem saber o que fazer.

    • Bruna,

      Se ele for dispensado, basta entrar com uma reclamação trabalhista para reconhecimento do vínculo empregatício que ele terá todos os direitos assegurados.

      Abraço

  29. Oi meu nome é jair,trabalho como coletor de lixo,trabalho na rua correndo atrás do caminhão,estávamos parados num cinal quando um carro perdeu um controle e mim acerto enprensado minha perna entre o carro e o caminhão de lixo no qual eu trabalho,fui submetido a uma cerurgia tendo q colocar uma haste de titanio pois a batida esmagou a minha tibia,no caso a empresa tem q mim pagar uma endenisaçao? Como faço?

    • Jair,

      Seu caso é complicado, pois houve culpa de um terceiro. Entretanto, caso a sua atividade seja considerada de risco, o empregador deve indenizar o funcionário mesmo sem culpa.

      Procure um advogado em sua cidade.

      Abraço

  30. Elisangela disse:

    Estou afastada ,pois prensei meu dedo na prensa,posso ser indenizado pois meu dedo vai ficar com mal formato

  31. Ellen disse:

    Ola . Eu tenho um tiu q no ano de 2004 sofreu um acidente e quebrou a perna. Hoje ele esta cheiio de platina na perna… mas quando ele trabalhava , nao tinha a carteira assinada porque o serviço q ele fazia era derrubada de mato!!! Entao gostaria de sabee si ele tem algum direito ??? Pois hoje ele nao aguenta trabalhar porq nao consegue ficar muito de pé…. desde ja agradeço.

    • Ellen,

      Para que ele possa ter algum direito será necessário que ele comprove a prestação de serviços dele.

      Boa sorte.

      • Roberto disse:

        Boa noite.

        Me acidentei no trabalho e fizeram o CAT tudo certinho.
        Devido essa lesao vou fazer uma cirurgia daqui a 3 meses pois o medico que me acompanha só podera fazer nesse prazo,ainda sim é dado com acidente de trabalho?
        Se sim minha instabilidade de 12 meses vai começar a contar a partir do meu retorno do INSS ou conta do dia do acidente a 3 meses atrás?
        Obrigado

  32. Marcelo disse:

    Ei, a pouco mais de um ano, fui pegar um peso no trabalho e eu senti um estalo nas costas, depois disso não conseguir trabalhar mais, avisei o sipeiro, e todos encarregados, mais não fizeram a CAT, me jogou pro inss como auxílio doença (31) e todas as dispensas estou gastando do meu bolso, ninguém nunca me procurou pra ver como estou, e meu fundo de garantia não está mais sendo depositado desde o acidente, quais direitosão que tenho?

    • Marcelo,

      Como você está afastado por auxilio-doença comum o FGTS não precisa ser pago.

      Você deve guardar todos os laudos médicos que comprovem que a sua lesão foi causada no trabalho para que possam fazer parte de uma futura reclamação trabalhista.

      Abraço

  33. Marlene disse:

    Fraturei o pé em outubro de 2015,e permaneci em tratamento até junho,qdo no dia 29 de maio cai novamente e fraturei o outro pé….quero saber se tenho direito a PLR e o dia do padeiro,pois trabalho em uma padaria .
    Obrigada.

  34. Juliano disse:

    Trabalho de carpinteiro estava escorando uma laje a escora de seis metros ia cair e fui segurar para não machucar um amigo de serviço e fraturei a coluna afastei 20 dias pelo inss e depois o medico do trabalho não liberava trabalhar voltava no inss e o perito liberavaliação depois de 3 messes voltei a trabalhar e fui mandado embora o que tenho direito.

    • Juliano,

      Você tem todos os direitos listados no texto, principalmente, a estabilidade de 12 meses.

      Procure um advogado em sua cidade para mover uma reclamação trabalhista.

      Abraço

  35. devemir disse:

    sofri um acidente de trabalho em uma empresa a 6 anos agora resolvi sair e pedir conta,tenho um lesão de plexo decorrente ao acidente.Posso pedir uma indenizaçao por danos morais

    • Devemir,

      O seu caso pode gerar algum tipo de controvérsia, pois, em regra, o empregado pode cobrar os seus direitos em um período de no máximo cinco anos atrás a partir da propositura da ação, neste caso não teria como cobrar uma indenização por fato ocorrido há seis anos.

      Contudo, há quem entenda que como você ficou com sequelas e, provavelmente, ficou afastada pelo INSS, esse prazo prescricional não deve ser levado em conta.

      Minha recomendação é que você procure um advogado em sua cidade o mais rápido possível.

      Boa sorte.

  36. Claudemir disse:

    Olá .machuquei nervo aciatico trabalhando pegando peso estou de atestado de 15dias .a firma dis que isso não é acidente de trabalho tenho que faze ressonância e afirma me mandou para o sus.Não ves a cat. Me ajuda ai o que eu tenho que faze.muito obrigado faleu

    • Claudemir,

      Para que seja equiparado a acidente do trabalho é necessário que a doença ou lesão seja relacionada ao trabalho, isto é o médico quem irá determinar.

      Boa sorte.

  37. Rogério disse:

    Eu sofri um acidente de trabalho e agora vou fazer uma pericia pra me encostar pelo INSS … Fiz uma cirurgia e tive que colocar 8 parafusos na perna !!! Assim que eu estiver encostado pelo INSS … Terei direito de sacar o meu FGTS ???

  38. Gessica disse:

    Olá eu sou vendedora interna de uma loja de roupas
    Minha chefe me pediu pra levar uma sacola de roupas até uma cliente de moto que do qual era de outra funcionária
    Ao sair 2 quarteirões da loja eu cruzei a preferencial e sofri um acidente no qual a pessoa que me bateu foi justamente minha chefe
    Fraturei fêmur E bacia
    Isso foi em setembro de 2015 passei por 2 cirurgias e hj qse um ano depois ainda não voltei a trabalhar por complicações na perna a tenho que passar por Nova cirurgia
    Paguei tudo do meu bolso o conserto da moto que não era minha a todos os custos de remédio e cirurgia
    Minha chefe nunca prestou nenhum tipo de assistencia
    Posso processar a empresa ?
    O acidente foi em horário de trabalho e eu estava fazendo um trabalho pra empresa

    • Gessica,

      Procure um advogado para que ele veja a viabilidade (das provas) para você conseguir alguma indenização. O que você sofreu foi um acidente de trabalho e você tem os direitos listados no texto.

      Abraço

  39. jeferson disse:

    Olá. nossa empresa tem time de futebol q representa no sest senat tinhá uma lesão ja e tive q jogar ae me machuquei mais ainda fiz exame ligamento cruzado rompido, não ganhei como acidente de trabalho e fui mandando embora entao dos doze meses está certo isso ?

  40. Olha eu trabalho de Pizzaiolo e quebrei minha mão na maseira deu fratura esposta e perdi o movimento dos trz dedos mas a inpresa nao deu entrada no cat ainda tenho augum direito

  41. Cicero da Cunha Lima disse:

    Boa noite! Sou eletricista trabalho em uma faculdade na parte de manutenção ,estou com uma duvida sopre como proceder sobre o que ocorreu comigo no trabalho; Sofri um acidente no trabalho Hoje está fazendo um mês, estava trabalhando numa serra circular reformando umas pranchetas da sala de arquitetura e em um impulso sofri um no disco da serra, há três anos estou trabalhando nessa faculdade, logo quando comecei trabalha aqui, fazendo vistoria nas maquinas percebi que essa serra estava com a lamina empenada, passei pro chefe que precisava de uma serra nova que aquela estava estava empenada e que poderia causar um acidente,disseram que tinha ido pra lista de compras, isso a três anos . No dia 16/06/2016, a serra por esta empenada prendeu a madeira e quando empurrei ,isso eu estava usando um empurrador já para evitar acidente, então usei minha mão esquerda para ajudar a empurrar só que foi tão rápido que só senti a pancada , e graças a DEUS cortou só a cabeça do meu dedo uma parte da unha , eu estou com meu dedo duro devido a pancada no osso ,não sei se vai ficar sequelas piores do que a cicatriz. E a duvida é posso entrar com pedido de indenização, nesse caso por danos morais? Muito obrigado e que DEUS o abençoe.

  42. vandilson disse:

    sofri um acidente de trabalho tô retornando ao trabalho mais não consigo execer a mesma função por motivo da lesão a empreza pode rebaixar meu salário?

  43. Celeste disse:

    Bom dia , sofri um acidente de percurso de trabalho , onde aguardo cirurgia pois rompeu o menisco . Vai fazer um ano , mas na ultima pericia me liberaram para trabalhar , não me sinto apta pois o subir e descer do ônibus é muito complicado . Eu posso recorrer ? que direitos tenho?

  44. Ronaldo disse:

    Sofri um acidente na empresa,tive uma contusão no pé,mas não houve fratura e fiquei sete dias afastado,quais os meus direitos

    • Ronaldo,

      Se você não teve sequelas e não recebeu benefício previdenciário o seu direito é apenas faltar justificadamente durante o período necessário para a recuperação sem que o seu salário seja descontado.

      Abraço

  45. alexandre junio neves de jesus disse:

    Olá amigo trabalho em uma firma, prendi a mão num cilindro. levei 306 pontos. estou encostado pelo inss. não era registrado em carteira. quando sofri o acidente a firma registrou a minha carteira. no dia do acidente fui desviado de função. eu trabalhava na area de salgados e me mandaram pro cilindro fazer massa de lazanha. sofri o acidente sem registrar a carteira acordei com a carteira registrada como cilindreiro. ainda sinto fortes dores. nao consigo movimentar a mão . a maõ acidentada é a direita. posso voltar pra empresa mesma sentindo dores e sem tato gostaria de saber. obg

    • Alexandre,

      Quem lhe dirá se você está apto para o trabalho é apenas um médico capacitado para isso. O que posso lhe dizer é que você tem estabilidade por doze meses após a alta médica.

      Abraço

  46. Valminandes disse:

    Boa noite.
    Meu nome é valminandes eu sofrei um acidente de trabalho no ano passando, sofrei um choque elétrico e fique com algumas sequelas, gostaria de saber se há tempo e se tenho direito de entra com algum recuso contra a inpressa, pois te tenho feias sequelas no corpo e não avia nenhuma proteção na rede de energia próximo a local de meu trabalhor.

  47. JONATAS PEZOLITO disse:

    TRABALHEI EM UMA EMPRESA DE TRENS POR 2 ANOS, ARREBENTEI COM A COLUNA, TENHO 2 HERNIAS E 7 PROTUSÕES DISCAIS. O INSS ME AFASTOU POR 3 MESES E EU TIVE QUE MUDAR COMPLETAMENTE MINHA ÁREA DE ATUAÇÃO. NÃO POSSO MAIS EXERCER MINHA FUNÇÃO PRINCIPAL DE CARTEIRA, TENDO AGORA QUE TRABALHAR COM PORTARIA.
    COMO AGIR NUMA SITUAÇÃO ASSIM?
    TENDO EM VISTA QUE FAÇO INUMEROS TRATAMENTOS SEMANAIS, TAIS COMO HIDROTERAPIA, FISIOTERAPIA, ACUPUNTURA ENTRE OUTRAS COISAS… EU ERA NORMAL ANTES DE TRABALHAR NA EMPRESA SUPRACITADA, EU JOGAVA FUTEBOL, ANDAVA DE BICICLETA, CAMINHAVA E CORRIA. HOJE ESTOU PRATICAMENTE INVÁLIDO.

    • Jonatas,

      Você pode mover uma ação de indenização contra a empresa se julgar necessário.

      Procure um advogado em sua cidade para estudar a viabilidade da ação.

      Abraço

  48. Karen disse:

    Olá, a dois anos atrás sofri acidente de percurso, e voltei com restrições, foi pedido mudança de setor mas se negaram.
    Agora, a pouco tempo houve a piora do membro em si, como se encaixa ?
    Lembrando que trabalhei mais do que se deveria por se dizer em questões as minhas restrições.
    Espero retorno.
    Grata.
    Att.

    • Karen,

      Pode ser caracterizado como doença ocupacional equiparando-se a um acidente de trabalho. Entretanto, apenas quem poderá confirmar isso será um médico.

      Abraço

  49. Reginaldo disse:

    Sou oficial de manutenções estava cortando umas madeiras e um pedaço foi arremessado em meu rosto arancou dois dentes e amoleceu outros 3 posso ser indenizado tenho direito a exigir que coloquem prótese

    • Reginaldo,

      Caso você comprove que a empresa não tomou as medidas de segurança adequadas, pode. Na hipótese de a sua atividade ser considerada de risco, não precisa comprovar a culpa de empresa.

      Boa sorte.

  50. Junior disse:

    Olá boa tarde
    Durante o horário de serviço comecei a sentir dor no joelho e a mancar, só fui no medico no dia seguinte.

    Isso pode ser considerado acidente de trabalho ou doença no trabalho??
    Obrigado

  51. Evandro disse:

    Boa tarde
    Eu sofri um acidente de transito no momento de trabalho que estava voltando se um cliente ,no momento da batida eu estava 45 kl por hora que tem rastreador,numa estrada de anterior,neste caso a imprensa nao pode mandar um funcionário em bora durante um ano ou nao tem nada ver
    Obrigado se puder me ir formar

  52. Elvis Augusto disse:

    Sofri um acidente de trabalho, quebrei duas costelas ao cair quando limpava os vidros do maquinario, estou a 15 dias afastado, já tem quase 2 anos que trabalho nessa empresa como operador de máquinas. Minha pergunta, que na realidade é mais um medo que tenho é…Posso ser demitido quando retornar ao trabalho?

  53. eduarde david disse:

    ola sofri um acidente de trânsito aproximadamente 10 dias após assinarem minha carteira de trabalho. eu estava indo pro trabalho. Este é meu primeiro emprego. tenho direito algo ? oque devo fazer ? vou ficar encostado uns 3 meses ou mais.

  54. Jucimari disse:

    Meu acidente foi de percurso, estou afastada a 4 meses, tenho direito ao beneficio do vale refeição, a empresa depositou durante 3 meses e depois parou.

    • Jucimari,

      O vale refeição deve ser pago apenas durante os dias em que o empregado efetivamente prestou serviços. Se você não está trabalhando não tem direito ao vale.

      Abraço

  55. Valquenir disse:

    oi. eu trabalhava em uma empresa cai da escada e fiquei com ceguela meu braço ficou dormente ja tomei varios remedios e não ficou bom me mandaro embora e agora não consigo trabalhar pois meu braço não permite sou instalador nã consigo ligar os fios pois meus dedos

  56. Lucas Felipe disse:

    Olá! Sofri um acidente de trabalho onde estava descarregando um pneu e enquanto tava prendendo o cabo de aço meu chefe ativo o cabo e o pneu levantou e esmagou meu dedo indicador da mao direita e teve que amputar a ponta do dedo e estou encostado pelo INSS alem do auxilio tenho direito a algum tipo de indenização ? E como devo recorrer os meus direitos?

    • Lucas,

      Você pode ter direito a uma indenização por danos morais. Para tanto, é necessário mover uma reclamação trabalhista. Sugiro que você procure um advogado em sua cidade.

      Boa sorte.

  57. Junior disse:

    Olá, sofri uma queda na escada da empresa e acabei rompendo o ligamento do ombro apos um deslocamento do mesmo, continuo trabalhando normalmente pois ainda consigo movimentar o braço porem com algumas limitaçoes…
    preciso fazer algum b.o ou algo do tipo relatando o ocorrido? nesse caso oq devo fazer? eu cai na escada indo ao banheiro faz diferença?
    Obrigado!

  58. ELIZANGELA disse:

    Trabalho em um laboratório da cidade, devido a campanha do outubro rosa, o laboratório e as escolas estão dando palestra sobre a importância da saúde e prevenção, essa palestra e dada a noite nas escolas entre 19:00 até 20:00, meu horário de serviço e das 07:00 às 17:00 com intervalo para o almoço, sofri um acidente na hora que eu estava indo embora da palestra é considerado acidente de trabalho?

    • Elizangela,

      Se a participação na palestra era obrigatória e cobrada pelo empregador, entendo que você estava à disposição dele e por isso o acidente no trajeto entre a palestra e a sua casa pode ser entendido como acidente de trabalho.

      Reforço que este entendimento é meu, podendo haver posição contrária. De qualquer forma, pode valer a pena brigar por isso, caso você seja dispensada no período de estabilidade.

      Abraço

  59. Marcos disse:

    Sofri um acidente de trabalho tendo que fazer cirurgia o meu patrão que que eu saio de férias pára fazer a cirurgia tá centro isso…

    • Marcos,

      Entendo que não. O período de férias deve ser definido pelo patrão, contudo, é necessário que comunique o empregado 30 dias antes do início das férias.

      Abraço

  60. valdeir guimaraes disse:

    Ola..machuquei o joelho jogando bola numa festa da empresa..fikei 15 dias de atestado e o medico me disse pra voltar a trabalhar..mais com algumas restricoes no servico…gostaria de saber c corro o risco de ser mandado embora..pois naum abriu a cat?

    • Valdeir,

      Neste caso vai depender muito do entendimento do juiz em uma eventual ação.

      Mesmo sem a cat você pode conseguir comprovar que a lesão ocorreu durante um período em que estava a disposição do empregador.

      Abraço

  61. Antonio disse:

    Sofri um acidente no trajeto de minha casa para o trabalho e devido a falta de cuidados medico imediato perdi minha perna direita acima do joelho. Tenho direita a alguma indenização da empresa, sendo que fui levado para um hospital público e não para uma clinica partícula onde poderia ser melhor atendido?

    • Antônio,

      Nesta situação, por ter sido um acidente de trajeto, entendo que a empresa não pode ser responsabilizada.

      Ela deve ser responsabilizada apenas se o acidente se deu dentro de um veículo do próprio empregador, por exemplo, ônibus que leva funcionários para o local de trabalho.

      Abraço

  62. Elton da silva disse:

    Boa tarde. Eu sofri um acidente de trabalho na empresa quebrei o fêmur em dois lugar,e quebrei a mão.em fim perdi 5mm da perna esquerda ,minha vi mudou hj sinto muitas dores no corpo.preciso saber se tenho direito a indenização da empresa.

  63. Olá boa noite sofri um acidente de trabalho perdi parte do dedo da mão esquerda aquele dedo perto do dedo mindinho fui atendida no hospital Miguel Couto so que me deram 15 dias depois disso fui na empresa e me mandaram para o médico da própria empresa ele me deu um papel dizendo que não estou a apta a trabalhar eu tenho direito a auxílio acidente e a empresa te que me pagar uma indemnização fiquei com o meu dedo deformado e parece que o meu dedo tem uma barriguinha obrigada deste ja agradeço.

    • Elaine,

      Você terá direito a auxílio-acidente se a perícia do INSS determinar que você ficou com sequelas que dificultam o seu trabalho.

      Terá direito à indenização apenas se trabalha em atividade de risco ou a empresa teve culpa em seu acidente.

      Abraço

  64. Joao disse:

    Ola.
    Me chamo joao ,trabalho como manobrista registrado e sofri um acidente indo trabalhar ,fraturei o pe ,me deram 30 dias ,sendo asism entrarei na caixa,falei pro meu patrão e ele me informou que so poderá arcar com os primeiros 15 dias de afastamento,e os outros ele não poderá dar entrada junto ao inss por que me paga condução e o meu acidente foi de motocicleta,mais ele tem ciência que eu vou de moto todos os dias,enfim gostaria de saber se procedi essa informação,se ele não pode mesmo dar entrada pra mim ,nos 15 dias que faltam ,pois não posso me locomover.
    Desde já Agradeço.

  65. Luciene Nascimento Silva disse:

    Oi sofri um acidente na empresa torci o pé .Gostaria de saber se pra mim tem estabilidade preciso fica 15 afastadas

    • Luciene,

      Se você receber auxílio-doença acidentário, terá direito à estabilidade.

      Abraço

      • Luciene Nascimento Silva disse:

        Oi pra mim tem estabilidade preciso fica com atestado de 15 dias.E como quantos Dias vc fica pelo INSS. E no 16 dias q vc vai por inss. Ou é como dias 15.

        • Luciene,

          para ter direito à estabilidade é necessário ser afastado pelo INSS recebendo auxílio-doença acidentário.

          O afastamento pelo INSS se dá apenas a partir do 16º dia de incapacidade. Até 15 dias não há direito ao auxílio.

          Abraço

  66. leticia disse:

    Boa tarde, sofri um pequeno acidente de trabalho e não comentei com empresa que me despediu, ao fazer o exame demisinal o médico viu algo errado e assim comentei o ocorrido o mesmo me encaminhou pra ortopedista que no exame viu rachaduras no osso, onde me encaminhou pra fazer fisioterapia, a empresa me encaminhou pro inss onde eu aguardo resposta , com isso a empresa me informou se o inss não aceita eu volto a trabalhar. Minha dúvida é se o inss aprova meu afastamento minha carteira ainda corre com os dias de afastamento ou eu sendo liberada pelo inss a empresa me manda embora com a data que fiz o demissional

  67. Erica disse:

    Meu esposo trabalha como eletricista numa loja de carros e durante um reparo em carro de cliente, uma chave fenda caiu em seu rosto e quebrou o dente da frente! porém, sem ferimento… Deve-se abrir cat? É realmente considerado acidente de trabalho?

  68. Matheus disse:

    Trabalho como auxiliar de pedreiro e não tenho carteira assinada, quebrei minha mão e não posso trabalhar, tenho como recorrer a algum auxílio?

    • Matheus,

      Como você estava sem carteira assinada pode ser que você não tenha direito a nenhum benefício. Todavia, sugiro que você entre com uma reclamação trabalhista para ter reconhecido o seu vínculo de emprego e poder ser indenizado.

      Abraço

  69. José disse:

    Boa noite, tenho um funcionário que o ombro desloca sozinho, ele foi pegar um produto na prateleira e o ombro saiu do lugar, depois de 2 meses decidi dispensar o funcionário por mal desempenho e agora ele está me cobrando que não abri o cat e quer ser recontratado novamente o que devo fazer

    • José,

      Se ele não ficou afastado por mais de 15 dias e não recebeu auxílio-doença acidentário (o que me parece ser o caso), não tem direito nenhum à estabilidade.

      Abraço

  70. Aelton pereira disse:

    Olá bom dia gostaria de saber a respeito de acidente de trabalho sofri um acidente foi aberto a cat fiquei afastado por 30 dias e depois de 6 meses me dispensaram alegando termino da obra em minha região pois trabalhava em uma empresa que atua no ramo de asfalto mais a empresa continua com outras obras e não me pagaram os outros 6 meses restante pode isso?

  71. Cristiane Lemos disse:

    Ola bom dia
    quebrei o dedo na oficina da empresa que trabalho, tenho direito alguma indemnização
    ou somente ao inss
    obrigado

  72. Caroline disse:

    No meu primeiro dia de trabalho fui descer uma escada para assinar o ponto e caí, fui pro hospital e no Traumato, ganhei 15 dias de atestado, a empresa que me contratou falou que quando terminar os dias eu tenho que me apresentar e talvez eu seja demitida por ser contrato de 3 meses? Tenho algum seguro?? O que faço ?

    • Caroline,

      Se você não receber auxílio-doença acidentário, não há estabilidade.

      No seu caso, se for dispensada quando voltar ao trabalho, deverá receber a metade do que ganharia até o final do seu contrato (além de 13º e férias proporcionais), no caso, mais ou menos 1 mês e 7 dias, pois ainda faltam 2 meses e 15 dias para acabar o contrato.

      Abraço

  73. Rosana disse:

    Bom dia!

    Em dezembro de 2013 sofri um acidente na empresa escorreguei quando estavam fazendo um piso e tive o tornozelo direito fraturado. Sentia muita dor no pé esquerdo porém os médicos dizeram que era porque eu tinha feito esforço para andar. Após cinco meses de dores fiz uma ressonância onde contatou fratura no segundo metatarso. Faço tratamento até hoje porém a fratura não se consolidou. Tenho dificuldades para andar, não posso fazer exercícios e tomo remédio para dores. Gostaria de seber se tenho direito a uma indenização.

    Obs.; Estou com restrição no serviço até hoje.

    Att.

    Rosana

    • Rosana,

      Da empresa você teria direito de receber indenização apenas se ela teve culpa no acidente ou sua atividade é de risco.

      Entretanto, se ficar comprovado que ficou com uma sequela que reduz a sua condição de trabalho, poderá receber da Previdência Social um auxílio-acidente.

      Abraço

  74. Danilo Trindade disse:

    Boa noite! Eu sofri um acidente de trabalho, dentro da empresa, usando o EPI. Perdi o olho direito. Gostaria de saber se tenho direito a indenização pelo INSS e tbm pela empresa. Quais são os meus direitos nesse caso?? Obrigado!

  75. Eu cai da escada. Bem alta.. E machuquei a coluna na empresa e não me deram suporte nem um e não tenho carteira assinada oq devo fazer? Sinto dores bastante

    • Anderson,

      Deve procurar um INSS para tentar algum benefício previdenciário por incapacidade e também procurar um advogado para mover uma reclamação trabalhista.

      Abraço

  76. Faele Oliveira disse:

    Boa tarde.
    Tive luxação na patela trabalhando ( joelho saiu do lugar) do nada. Trabalhava no horário central o dia todo em pé. Me levaram ao médico e me deram atestado de 15 dias. Quando faltava 2 dias para voltar novamente meu joelho saiu do lugar. Talvez será preciso de cirurgia. Tive q dá entrada no INSS hoje, só que daqui um mês e pouco que vou passar pelo perícia. Estou passando por sessão de fisioterapia.
    A empresa emitiu o CAT.
    Quais são os meus direitos?

    • Faele,

      Você sofreu um acidente de trabalho, em regra, tem estes direitos listados no texto. Acredito ser difícil uma indenização, pois a empresa não colaborou com a lesão, mas de resto, todos os direitos devem ser preservados.

      Abraço

  77. Angelita disse:

    Trabalho na empresa a 6 anos como costureira.E estou com Tenossinovite de De Quervain (a do gatilho) devido a maquina.Fiquei 5 mês na pericia como (31).Mas voltei a trabalhar e continuo fazendo tratamento.Como fica o meu casso:Eles pode me dar a conta, contando do dia que eu voltei da pericia? Ou só podem dar a conta o dia que eu ficar curada?

    • Angelita,

      Como você recebeu o auxílio-doença (31) a princípio não há estabilidade e você pode ser dispensada a qualquer momento.

      De qualquer forma, caso seja dispensada sem justa causa, é possível ingressar com uma ação alegando que a sua doença foi causada pelo trabalho, sendo assim equiparada a acidente de trabalho.

      Desta forma, teria estabilidade de 12 meses contados a partir do final do benefício previdenciário e volta ao trabalho.

      Abraço

  78. Leone disse:

    Olá boa noite ,sofri um acidente de trabalho onde eu manuseava uma máquina de tratamento de piso.onde tomei uma descarga elétrica de 220w pela falta de fio terra na máquina ,ou seja falta de manutenção. Não tive nada até o momento e não tive acompanhamento médico e nem exames foram feitos para ver ser teve alguma alteração.posso colocar a empresa na justiça por danos morais??

    • Leone,

      Entendo que sim. Se você conseguir comprovar que a sua atividade era de risco ou que a empresa não tomou as medidas de segurança mínimas para lhe proteger, você deve ser indenizado.

      Abraço

  79. Josely gomes de souza disse:

    Bom dia lesionei os tendões do pulso por esforço repetitivo no trabalho (tendinopatia) e a medicação consultas são muito caras a empresa tem me ajudar com gastos ou não? Obrigada

  80. Daniele disse:

    Olá machuquei meu dedo na porta de correr no meu trabalho fiquei afastada por 10 dias tenho direito a estabilidade de 12 meses.

  81. Felipe disse:

    Ola! sofri um acidente de trabalho no mês de outubro que resultou em um fratura no meu braço. Estou retornando as minhas atividades no mês de fevereiro mas não tenho mais vontade e nem condições de continuar trabalhando na empresa. Um dos motivos é o grande numero de horas extras que estão atrapalhando minha vida pessoal, como por exemplo minha faculdade. Eu posso renunciar a estabilidade para ser mandado embora? se sim, eu terei todos os direitos garantidos?

  82. Gilson disse:

    Boa noite …. Eu trabalho de carteira assinada né uma firma e trabalho com contrato em outra só que eu sofri um acidente e fiquei pelo INSS pela minha firma de carteira assinada a que eu tenho contrato pode me manda embora ??

  83. Olá, sofri um acidente de trabalho, em setembro de 2015, eu trabalhava para empresa doutor lava tudo, que faz limpeza de estofados, enquanto me dirigia de um cliente para outro de moto sofri um acidente, a moto desestabilizou na pista escorregadia além de carregar um peso extra devido ao equipamentos, sofri fratura exposta e me causou perca parcial da extensão do braço esquerdo de 20 graus, ao qual me impossibilita de carregar peso.
    Tendo em vista que a empresa não estava pagando a depreciação do veículo ao qual era obrigatório o uso para realização dos serviços.

    Haveria alguma possibilidade de entrar com alguma ação indenizatória contra a empresa tanto por danos morais quanto pela estética.

    • Rangel,

      Entendo que sim, pois pelo que você me relata, a empresa não ofereceu material adequado para o transporte dos produtos.

      Caso você consiga comprovar que a empresa contribuiu para o seu acidente, uma indenização pode lhe ser concedida sem problema algum.

      Abraço

  84. Roseli silva disse:

    boa tarde sou padeiro e machuquei minha cervical cilindrando pao fui no ortopedista da empresa e ele nao me deu a cat e me deu no total 15 dias de atestado e com mais 2 dias do posto de saude com isso afastei pelo inss quando voltei ele pediu mudanca de funcao porque nao posso mais exercer a funcao por nao poder pegar peso eles me mudaram mais depois de 3 meses me mandarao embora tenho o direito de pedir indenizacao?

  85. Gileno Firmino dos santos disse:

    Eu trabalho de padeiro quando terminei o meu horário eu fui jogar é quebrei a cavicula eu quero saber si eu tenho direito au benefícios do INSS meu salário é de mil é quieto é ciqueta vou receber este valor

  86. Olá sofri um acidente a alguns meses na loja q eu trabalho, o administrador da loja retirou uma placa de ferro da porta elétrica e não a colocou novamente, assim deixando solta em nosso estoque em cima de uma prateleira, certo dia ao pegar algo na mesma prateleira a placa caiu no meu braço oq causou um corte profundo q pegou sete pontos, no momento não fui atrás mais agora gostaria de saber se eubtinha direito a indenização e se tiver será que ainda é válida?

    • Eudinar,

      Se você conseguir comprovar a culpa da empresa pode ter direito a ser indenizado, sim.

      Como você disse que isso aconteceu há alguns meses, há como requerer judicialmente uma indenização.

      Abraço

  87. Joelson disse:

    Olá.
    Sofri acidente de trabalho em desvio de minha função e fiquei com sequelas na mão esquerda, perdi parte do movimento dá mão. A empresa tem q mi indenizar?????
    Trabalho de motorista acidente foi em cima dá carroceria do caminhão

  88. marcinho disse:

    ola sofri uma acidente e perdi 4 dedos so que foram implantados 2 mais volitei pra mesma fucao a empresa pode mi demitir.

  89. Boa tarde. Sofri um acidente em horario de trabalho onde tive de fazer uma cirurgia no joelho. Estou registrado como porteiro mas e a função de vigia noturno. no hospital eu comuniquei que foi em horario de trabalho, mas no cat meu patrão colocou que foi no trajeto em via publica, e o agente causador foi veiculo proprio motorizado, não pretendo entrar com ação, pois até agora meu empregador tem sido bom pra mim. Mas tenho receio de algum direito meu estar sendo lesado. Gostaria de receber alguma informação. Obrigado pela atenção.

    • Wendel,

      O fato de existir CAT já é um indício de que a própria empresa considera o caso como acidente de trabalho. Se você ficar afastado pelo INSS verifique se o benefício será auxílio-doença acidentário, espécie 91. Se não for este, procure um advogado em sua cidade para que ele analise a possibilidade de uma ação contra o seu empregador.

      Abraço

  90. Alcindo de Assis disse:

    bom dia!
    Sofri um acidente de trajeto em 2011, abriu a CAT, fiquei afastado por 9 meses e hoje recebo o seguro acidente do INSS, pois perdi os movimentos do braço direito permanentemente.(ruptura do plexo braquial).
    voltei ao trabalho, porém com a capacidade reduzida, sou Engenheiro de processos.
    A empresa pode me demitir mesmo tendo adquirido a deficiencia fisica no acidente?
    Obrigado!

  91. Ricardo disse:

    Bom dia..
    Sou motorista,e com uma semana de trabalho torci o pé e peguei o total de 17 dias de atestado.7 +5+5.continuos.fiz a abertura do cat no primeiro dia,os atestados foram no mesmo hospital nos retornos e os dias foram concecutivos.tenho direito a estabilidade?

  92. Alex de Sousa Machado disse:

    Bom dia , tenho uma dúvida , tenho uma inflamação crônica no ombro direito ocasionada por movimentos repetitivos , sou motorista de caminhão e isso ocorreu quando estava trabalhando em uma empresa , na época fiz todos os tipos de exames , na época a média que fez a radiografia me disse que meu ombro tinha dado inflamação crônica e que isso não tem cura , e que quando eu fizesse qualquer esforço ia voltar tudo de novo , na época o médico que a firma me recomendou , disse que eu poderia voltar as atividades e só me passou uns remédios e 10 seções de fisioterapia , de lá pra cá nunca parou de doer , já tem quase 2 anos que sai da empresa , nesse caso eu posso procurar algum tipo de auxílio junto ao inss ?

    • Alex,

      Pode sim. Você precisa ter a qualidade de segurado para isso.

      Sugiro também que procure urgentemente um advogado afim de analisar a viabilidade de uma reclamação trabalhista pleiteando indenização pela doença ocupacional.

      O prazo para mover a ação é de no máximo dois anos após o final do contrato.

      Abraço

  93. Wellington disse:

    Olá trabalhei um mês e treze dias em um supermercado e nesse período não me registraram minha função era no açougue acabei cortando o dedo o médico me deu 10 dias de atestado quando acabou os dias de atestado eu voltei a trabalhar novamente e depois de 8 dias me mandaram embora com os pontos no dedo ainda quanto eu recebo de indenização dá empresa após processa lá quais os meu direito???Trabalhei vinte dias sem tirar horas de almoço .

    • Wellington,

      Sobre o acidente, você só receberá alguma indenização caso a atividade seja considerada de risco ou a empresa tem agido com culpa para a ocorrência do acidente.

      Abraço

  94. Sofri um acidente na fábrica, por eu ser temporário a empresa disse para eu procurar o SUS, nos exames foram constatados inflamação nos tendões dá mão por causa do trauma já fiz duas cirurgias na mão direita a empresa não quis abrir a CAT.
    Fiz a perícia na fábrica e o perito foi a meu favor, já a perita médica ficou na dúvida deixou para a juíza resolver, eu não consegui testemunha, afinal não teve sangue na hora por isso não alertei ninguém, só foi o impacto é um choque que sentir na hora, só depois que ficou inchado e com dor é que eu vi que foi sério, já tive duas audiências e nada.. o acidente foi 28/03/2015

  95. Lucas disse:

    Olá eu era operador de caixa, me mandaram proaçougue ainda como operador e acabei me cortando, n foi tão fundo mas tenho a cicatriz e ainda dói se apertar o local, a empresa n abriu CAT no dia, mandaram fazer curativo e voltar para atender o balcão do açougue. Quero saber se tenho algum direito, ai da trabalho la e tenho fotos.

  96. João da Silva disse:

    Bom dia eu trabalhei na prefeitura 6 anos e no ano 2015 sofri um acidente muito grave e eu era contratado e hoje tou parado por causa do acidente e eles me mandaram embora como faço

  97. Alysom disse:

    Tipo assim eu vir trabalha nessa Impresa ano passado!!mas achei uma coisa errada , eu sou operado de Caldeira certo, aí quando eu vir fazer entrevista um supervisor da área não me comunico q um operado de Caldeira além de opera a Caldeira q já é uma responsabilidade enorme ele ainda tinha q corta com moto será,eles sabia q eu não sabia nem pra onde ia aquilo é outra é uma função q não tinha nada ver com a minha!e acabei me contando com moto será cento q eu não sou motoqueiro e sim operado de Caldeira !!

  98. Beth disse:

    Boa noite,sofri desmaio na empresa e fraturei o meu ombro na queda é considerado acidente de trabalho?

  99. Marina disse:

    Olá, tenho uma sequela de fratura do calcâneo a 18 anos, pois nunca me atrapalhou no trabalho! Porém sofri uma torção no mesmo pé grave no trabalho e me afastei com abertura de CATI por 2 meses! Quando voltei mudei de função e devido a torção fiquei com uma tendinite que foi se agravando em 2 anos ocorrendo uma ruptura aguda no tendão de Aquiles no trabalho! Eles não reabriram o CATI e estou afastada devido a cirurgia por 6 meses! O que devo fazer pra ter o benefício 91?

  100. roger disse:

    trabalho numa empresa a 4 anos e tenho problema no nervo ciatico por causa do serviço que quando me incomoda fica de 2 a 4 dias de cama por nao poder caminha normalmente,ja faz 2anos q faço fisioterapia na empresa e ate agora nada melhora e ja pedi 3 vezes para o fisioterapeuta da em,presa para fazer exames e ele sempre negou o pedido,e agora a empresa ta fazendo corte de gastos e querem me mandar embora com medo q eu me encoste,se for mandado embora posso entra na justiça para indenizaçao??

  101. meu nome e Carol disse:

    Com 10 dias me machuquei trabalhando tem que de ser e subir escadas pra pegar caixa quando no tah passando na esteiras e fui buscar e e aldeser pisei falso fui no medico ele me deu atestado e mando abir cat. Levei na enpresa o HR me chingo falando que não tinha precisão PK isso não e asidente de trabalho agora com 20dias eles me mando inbora eles pode fazer isso

  102. Nilson Alves disse:

    Boa tarde a todos (a), sofri um acidente levantando uma peça de rodas de caminhão (cubo), hoje estou com sete hérnias de disco decorrente ao acidente, mas a empresa falou que não é considerado um acidente de trabalho o fato ocorrido, mas o medico me orientou a fazer a CAT, tenho algum direito de indenização, meu benefício era B91 e agora eles mudaram para B31, Obrigado,,,

    • Nilson,

      Se o acidente ocorreu durante a jornada de trabalho é acidente de trabalho sim. Você deveria estar recebendo auxílio-doença acidentário B91.

      Os direitos, em caso de confirmação do acidente do trabalho, são os citados no texto, caso cumpridos os requisitos.

      Abraço

  103. Trabalhei 1 ano e 6 meses e sofri um AVC assim que cheguei em casa do tratalho! A minha primeira férias eu já tinha tirado eu fiquei 8 meses afastado pelo inss vou volta a trabalhar e gostaria de saber si tenho direito a ferias relacionados ao 6 meses tramalhado ou si o período que fiquei encostado conta tbm para eu ter direito as férias ? Posso contar os 6 meses trabalhado mais os 8 messes encostado para dar 1 ano e ter direitos as férias?

  104. Boa noite,fui demitido com problema ocupacional e foi comprovado com laudo médico.Estou movimentando processo contra á empresa.A dúvida é:Posso trabalhar em outra empresa com carteira assinada.

    • Rogério,

      Como você tem um processo em andamento e, provavelmente, um advogado constituído nele, por conta da ética profissional não posso opinar sobre o assunto.

      Sugiro que você converse com o seu advogado sobre o assunto.

      Abraço

  105. Dayane disse:

    Oi boa tarde, sofri um acidente moto, ralei a perna o braço e o pe nao consigo pisar no chao que doi mto. E a 2 dias nao fui trabalha, avisei eles que houve, sera que eles podem descontar os dias?

  106. LEMBRAR DE OLHAR O PROCESSO DA ANDREA

  107. fabiula disse:

    trabalho de alxiliar de produção na empresa a 10 meses e estou com hérnia de disco posso ser mandada embora da empresa que trabalho

    • Fabíula,

      Se você estiver afastada, não.

      Se você estiver trabalhando, poderá ser dispensada, salvo se o motivo da dispensa for apenas a doença. Neste caso, você pode ser indenizada por dispensa discriminatória.

      Abraço

Deixe seu comentário!

 
Share