Empregado acusado injustamente pode ser indenizado

empregado acusado injustamente

Entre outros, o empregador possui o poder de fiscalização durante a vigência do contrato de trabalho. Ou seja, ele pode adotar medidas respeitosas para fiscalizar os atos de seus funcionários durante a prestação dos serviços. Contudo, o empregado acusado injustamente de ter feito algo grave pode ser indenizado.

EMPREGADO ACUSADO INJUSTAMENTE PODE SER INDENIZADO?

Como dito, o patrão tem o poder de fiscalização dos empregados. Assim, o empregador pode, inclusive, tomar algumas medidas para verificar se está sendo prejudicado pelos seus empregados. Podemos citar como exemplo a instalação de câmeras de segurança, a vistoria de bolsas dos funcionários e a checagem de e-mails.

Imagine que uma empresa está percebendo que alguns de seus produtos estão desaparecendo. Levando isso em conta, é possível que ocorra a fiscalização das bolsas dos funcionários para saber se algum deles é o responsável pelo sumiço dos produtos.

Entretanto, esta revista não pode ser realizada de maneira discriminatória. Dessa maneira, caso apenas um funcionário seja perseguido por meio das revistas, este pode ser indenizado.

Veja mais lendo o nosso texto: “Patrão pode olhar bolsa da funcionária?”.

Por isso, o empregador tem recursos suficientes para que não acuse injustamente um de seus funcionários.

Assim, caso a empresa dispense de maneira equivocada o seu empregado por justa causa por motivo de furto, por exemplo, pode ter de indenizar o empregado.

Saiba qual a diferença entre furto e roubo lendo o texto: “Qual a diferença entre furto e roubo?”.

COMO O EMPREGADO ACUSADO INJUSTAMENTE PODE SER INDENIZADO?

Para que receba uma indenização, o empregado deverá entrar com uma ação trabalhista. Nesta ação será necessário comprovar que foi acusado de algo grave por seu empregador. Assim, cabe ao patrão comprovar que as suas acusações foram justas. Caso a empresa não consiga fazer tais provas, poderá ser condenada a indenizar o empregado.

Exemplificando, imagine que um empregado de uma loja foi acusado de furtar mercadorias dela e por isso foi dispensado por justa causa. Entretanto, a empresa não consegue comprovar judicialmente a autoria dos fatos. Dessa maneira, se caracteriza que o empregado foi acusado injustamente, tendo direito a uma indenização.

O valor da indenização por danos morais será arbitrado pelo juiz e pode variar de caso para caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *