Pensão alimentícia na justiça demora a ser determinada?

A pensão alimentícia é sempre um assunto de muito interesse de nossos leitores e clientes. Diversas perguntas chegam a nós todos os dias sobre o tema. Hoje decidimos falar um pouco sobre a pensão alimentícia na justiça. Mais precisamente sobre o tempo de sua determinação. Será que demora muito?

Sabemos que é dever dos pais (pai e mãe) sustentar os filhos. Este dever não se encerra com o divórcio ou com o afastamento entre pais e filhos. Enquanto houver necessidade do filho e possibilidade do pai, a pensão deve ser pega.

Entretanto, para que a cobrança judicial da pensão seja facilitada, entendemos que esta deve ter sido determinada pelo juízo.

– x –

Observamos que é possível cobrar judicialmente acordo de valor de pensão feito fora do Judiciário. Leia nosso texto sobre o assunto: “Pensão alimentícia acertada fora da Justiça pode ser cobrada?

– x –

Com base nisto, surge aquela dúvida de sempre: demora muito? E aí, pensão alimentícia na justiça demora muito muito para ser determinada?

PENSÃO ALIMENTÍCIA NA JUSTIÇA

Como sempre que nos fazem esta pergunta, respondemos: “depende”.

O tempo do início ao final do processo de alimentos depende de diversos fatores. A possibilidade de um acordo, a necessidade de provas testemunhais ou documentais, o acúmulo de processos da Vara onde está tramitando a ação.

Por isso é impossível determinar com precisão um prazo para o encerramento da ação de alimentos.

Entretanto, há uma possibilidade jurídica de o advogado requer a pensão de maneira mais rápida.

Esta possibilidade são os alimentos provisórios. O advogado pode requerer ao juiz que seja determinado um valor de pensão a ser pago até o final do processo.

Em regra, os juízes costumam determinar este pagamento quando comprovado na inicial a filiação e a necessidade do filho. Geralmente, é muito mais simples conseguir os alimentos provisórios para menores.

Assim, não há como se determinar um prazo para o encerramento do processo. Contudo, para quem pede pensão alimentícia na Justiça, o juiz pode determinar rapidamente um valor provisório que deve ser pago até a determinação do valor por meio de sentença ou acordo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *