Meu FGTS sumiu, e agora?

Share

Meu FGTS sumiu

Por vezes, recebemos em nosso escritório trabalhadores que acreditam que deveriam ter mais dinheiro depositado em sua conta do FGTS. Esta situação é mais comum do que parece e pode ser revertida judicialmente. Meu FGTS sumiu, e agora?

Uma das obrigações do empregador durante o contrato de trabalho é depositar mensalmente o FGTS. Todo mês o patrão deve efetuar o pagamento de 8% do salário do empregado na conta vinculada a este.

Já vimos em nosso blog que esta obrigação é tão importante que pode causar a rescisão indireta do contrato. Leia: Falta de depósito do FGTS gera rescisão indireta.

Mas o que acontece quando o FGTS sumiu?

Geralmente, o FGTS não sumiu, ele não foi depositado pelo empregador. É comum o empregado confiar no patrão e não conferir a sua conta do Fundo para saber se os depósitos estão sendo feitos de maneira adequada.

Quando ocorre a rescisão contratual é quem vem a surpresa. Meu FGTS sumiu!

Meu FGTS sumiu, e agora?

Nesta situação, o empregado pode mover uma reclamação trabalhista contra o empregador que não fez os depósitos. Contudo, é importante lembrar que é possível cobrar judicialmente o patrão em um prazo máximo de dois anos após o final do contrato de trabalho.

Veja: até quando posso cobrar na Justiça os meus direitos trabalhistas?

Assim, se você já saiu da empresa há mais de dois anos, salvo raras exceções, não há o que fazer. Caso você tenha saído da empresa há menos de dois pode mover a reclamação normalmente.

Posso cobrar da Caixa Econômica Federal?

Não. A CEF apenas é a instituição onde o FGTS é depositado e guardado, não tendo nenhuma responsabilidade sobre os depósitos. Caso você tenha saído da empresa há mais ou menos de 2 anos, não é possível processar a Caixa.

– x –

Tenha 7 dúvidas sobre o FGTS esclarecidas

Meu FGTS sumiu, e agora? – Conclusão

Notamos que o empregado que saiu da empresa há menos de dois pode receber judicialmente o seu FGTS “sumido”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *