Patrão que humilha funcionário comete assédio moral

Share

Patrão que humilha funcionário

Em toda relação humana devem ser adotados o respeito e a gentileza como base para que o convívio entre as pessoas seja melhor. Não deve ser diferente na relação patrão e empregado. Por isso, patrão que humilha funcionário, além de desrespeitar as regras de boa convivência interpessoal, comete assédio moral.

Como dito, o patrão que humilha funcionário está cometendo assédio moral. Porém, como se caracteriza o assédio moral?

Sempre que o trabalhador ou trabalhadora é exposto a situações prolongadas de humilhação, constrangimento, depreciação, desrespeito que tornem o ambiente de trabalho insuportável para o empregado, forçando-o a pedir demissão do emprego, fica caracterizado o assédio moral.

Os requisitos para a caracterização do assédio moral de patrão que humilha funcionário são:

a) conduta abusiva;
b) ação repetida;
c) postura ofensiva à pessoa;
d) agressão psicológica;
e) finalidade de exclusão do indivíduo;
f) dano psíquico emocional.

É bom deixar bem claro que patrão que humilha funcionário “apenas” uma vez não comete assédio moral, contudo, o empregado pode pleitear uma indenização pelos danos morais que possa ter sofrido pela conduta de seu superior hierárquico.

Pode ser citado como exemplo de assédio moral cometido pelo empregador a obrigatoriedade do uso constante de chapéu de burro pelo funcionário que teve o pior desempenho durante certo período de tempo; a utilização contínua e desmedida de apelidos pejorativos à imagem do trabalhador no ambiente de trabalho; rebaixamento de função de empregada por ter se tornado mãe.

O patrão que humilha funcionário, além de cometer assédio moral que pode gerar indenização ao empregado, dá margem ao trabalhador requerer a rescisão indireta de seu contrato de trabalho por rigor excessivo do empregador.

Desta forma, nota-se que o assédio moral cometido pelo patrão que humilha funcionário deve ser combatido com unhas e dentes tanto pelo Judiciário Trabalhista como pelos agentes de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego e do Ministério Público do Trabalho. O assédio moral é um mal que deve ser exterminado da relação empregado-empregador.

Veja mais:

Quando posso tirar férias?

Qual o prazo para pagamento das verbas rescisórias?

Justa causa pode ser aplicada sem advertência e suspensão prévia?

Você sabia que a Constituição permite pena de morte no Brasil?

Aposentado por invalidez pode ter acréscimo de 25% no valor do benefício

60 Comentários em "Patrão que humilha funcionário comete assédio moral"

  1. Patrick disse:

    Passo todo dia por esse problema e nao sei como solucionar , pois sofri um acidente quando eu era eletrecista e acabei ficando com problemao no braço e acabei ficando afastado por 2 anos após esse período o inss me deu a reabilitação profissional , e assim voltei para empresa como assistente de almoxarifado , ai q começou meus problemas o empregador nao conversa comigo , eu separo organizo fasso tudo certinho e ele bagunça todo meu serviço q levei dias para fazer, agora nao quer q eu converse com nehum funcionários e ainda me deixa sentado em uma cadeira em uma sala trancado como se eu fosse cachorro das 7 da manha as 7 da noite saindo apenas para o almoço e retornando , nao sei oq fazer pois estou em estabilidade e ele quer me da justa causa de qualquer jeito acredito q isso seja assédio moral ,

    • Patrick,

      Pelo fato relatado você está sofrendo assédio moral, sim. Você pode ingressar com uma ação na justiça solicitando a rescisão indireta do seu contrato de trabalho bem como uma indenização pelo assédio moral sofrido e pelo período de estabilidade que ainda lhe resta.

      Não tome nenhuma atitude sem antes consultar um advogado.

      Boa sorte.

  2. Vannessa disse:

    Eu ja nem sei como mais consigo trabalhar com tantos acontecidos!! Mas preciso muito do emprego..
    So que ando sofrendo bulling no emprego pela gerente responsavel faço meu trabalho certo… mas fica dificil pois alem de eu exercer meu cargo com vendas gerente me faz de gato e sapato manda eu ir em padaria mercado e varios outros lugares ate mesmo na concorrencia fazer favores a ela me prejudica com as vendas me exclui da rodinha de fofocas entre elas e faz eu trabalhar horas a mais do combinado pelo contrato de trabalho… queria muito a ajuda de alguem que pudesse me aconselhar obg

    • Vanessa,

      Caso você consiga comprovar essa situação, poderá mover uma reclamação trabalhista pleiteando a rescisão indireta do seu contrato de trabalho, bem como uma indenização por danos morais.

      Procure um advogado.

      Boa sorte.

  3. Pedro Henrique disse:

    Bom dia pessoal, no dia 13/10/2015 em uma obra de montagem de torres eólicas fui humilhado na frente dos companheiros de trabalho!!! pois essa pesso que diz ser patrão min xingou min chamou de merda e ainda ficou debochando de min.Agora vocês param e pense comigo eu pai de família ser tratado dessa “forma” na frente dos colegas acho que não é muito agradavel. Além de contas que pedi o que faço.

    • Pedro,

      Você pode mover uma ação trabalhista pleiteando uma indenização por danos morais. Durante o processo você deverá comprovar os xingamentos e a humilhação. Para isso, poderá se valer de testemunhas.

      Procure um advogado.

      Boa sorte.

  4. Suelen disse:

    Oi trabalho em uma fabrica de calçado, meu supervisor só me coloca trabalhar junto de pessoas que eu não tenho um bom relacionamento passa debochando por conta, já pedi pra trocar de setor pra não trabalhar mais com ele pois já esta ficando difícil a convivência e a resposta que ele dá é se não tá gostando pedi demissão. Não aguento mais, sou obrigada a trabalhar com ele ou a empresa tem como me trocar de setor?

    • Suelen,

      Caso você consiga comprovar que está sendo tratada com rigor excessivo você poderá solicitar a rescisão indireta do seu contrato de trabalho. Antes disso, converse com um advogado em sua cidade, o pedido deve ser feito judicialmente.

      Boa sorte.

  5. Paloma disse:

    Qndo entrei na empresa minha nao sabia ao certo se eu estava contratado em uma ou outra pois nao olhei na carteira ,com o passar do tempo percebi q eu era da outra empresa e la eu trabalhava de seg a seg e uma folga no mes . Assim q deacobri q minha carteiea tava assinada na outra empresa pedi pra ele me mudar e me colocar na ql minha carteira era assinada.ele disse q eu tava pedindo conta mas eu nao tava estava nos meus direitos.ok ele me voltou para onde minha carteira era assinada mas ele é grosso se vc faz qlqr coisa ou uma pergunta ele grita e chura tudo. E um dia ele fez isso cmg na frent de clients e ao invez de mim ter denunciado nao tive coragem pois estava terminando exeperienci. Mas hj em dia q eu trabalho no local certo q minha carteira assinada ele quiz q eu fosse trab na outra loja novament e eu nao quiz. Bom ele parou d falar cmg nao esta deixando eu trab nenhum domingo e vem com desculpas acho q eles tao me forcando pedir conta.o q eu faco? E por mim nao qrer voltar trab na outra loja mandaram outra menina embora achando q ela estva me influenciando…ja recebi algumas advertencia verbal isso me atrapalha se eu entrar na justica vontra els.

    • Paloma,

      Procure um advogado em sua cidade para que ele analise a possibilidade de mover uma ação pleiteando a rescisão indireta do seu contrato.

      Lembro que para pedir a rescisão indireta você deverá comprovar os atos do seu superior hierárquico. Isso pode ser feito por meio de testemunhas ou gravações, por exemplo.

      Boa sorte.

  6. Ana disse:

    Olá! Meu marido trabalha para um ex senador em Brasília, e é muito humilhado, xingado, tratado como um lixo. O patrão e a mãe dele estão sempre humilhando meu marido, mandam comida velha para ele almoçar, meu marido não trabalha fichado, ele não pode atender uma ligação, não pode tossir tperto deles, é xingado de palavrões horríveis, mais infelizmente ele precisa do emprego, vejo ele muito triste dentro de casa, fico chateada pois não posso fazer nada. Essa situação dele é assédio moral? Ele pode entrar na justiça contra esse homem? Obrigada pela atenção.

    • Ana,

      É um assédio moral claro. Ele pode mover uma ação, sim. Entretanto, ele é quem deverá comprovar os atos do patrão. Procure testemunhas ou faça gravações dos atos.

      Boa sorte.

  7. Johnny disse:

    Minha namorada sofre constantes humilhações no serviço, a chefe dela grita o tempo inteiro, culpa ela por coisas que não sao responsabilidade dela, chama ela de burra, incompetente e etc, ela age assim com todos os funcionários da empresa, ela obriga ela a ficar até depois do horario do expediente pra cobrir falta de outros funcionarios, fazendo q ela se atrase pra aula, cabe ação judicial?

  8. Fabiana disse:

    Trabalhei em um açougue onde a proprietária era muito arrogante e me chamava de burra o tempo todo . fiquei dois meses e pedi demissão. Tem algo que eu posa fazer ?

  9. Fátima lisboa disse:

    Gostaria de um esclarecimento. Minha chefes me chamou atenção, pois esqueci de preencher alguns formulários de atendimento ao paciente com reação alérgica. Essa bronca foi feita por ela através do telefone , colocado, a pedido da mesma, no viva voz, onde não sala estavam várias pessoas dos setores, incluindo pessoas fora da empresa e médicos de outras salas. Gostaria de saber se posso abrir o código de conduta contra essa chefe?.

  10. Anonimo disse:

    A tres anos sou umilhado por meu chefe, fui rebaixado de cargo mas o salario continua o mesmo, em sala de reunião e fala que todos funcionarios dele tem curso superior em exatas e como eu tenho a formação na area de humans ele fala que minha faculdade é meia boca. Ele me ignora o dia todo, não pede nada para mim, eu fico correndo atras de alguma coisa para fazer e quando alguem precisa de mim, ele fica bravo e fala que não é para me procurarem. O que devo fazer?

    • Anônimo,

      Se você conseguir comprovar esta situação você pode fazer um pedido de rescisão indireta do seu contrato de trabalho, bem como uma indenização.

      Procure um advogado em sua cidade.

      Abraço

  11. Cláudia disse:

    Trabalho numa empresa onde atrasa o salário todos os meses, quando cobramos o patrão alega que o salário atrasa segundo ele por que os funcionários não se interessam, e tem atitudes de ficar humilhando na frente dos demais, fatos corriqueiros, falando que se o funcionário não está satisfeito é só pedir as contas. O que fazer diante de uma situação como essa?

    • Cláudia,

      Se existe comprovação destes atos pode ser movida uma reclamação trabalhista. Entretanto, sugiro que você converse com um advogado em sua cidade antes para que ele analise a real possibilidade de ação.

      Abraço

  12. Solange disse:

    Oii eu queria saber si é assédio moral trabalho em uma fábrica e neu encarregado pega muito no meu pé sempre que vai chamar a atenção é só a minha e hoje ele mu levou pra uma sala isolada e mandou qi eu ficasse lá das 11:40 às 15:48 que é a hora que eu saiu do trabalho e disse para que amanhã eu passasse o cartão e já fosse direto pra sala di Novo me senti muito humilhado.

    • Solange,

      Parece que sim. Se esta conduta continuar você pode pleitear a rescisão indireta do contrato de trabalho e uma indenização. Não se esqueça que judicialmente você é quem deverá comprovar tais atos do seu encarregado.

      Boa sorte.

  13. Bruna disse:

    Boa noite, a algum tempo a farmacêutica de onde eu trabalho vem me tratando mau, grita comigo na frente dàs outras funcionárias, quando da perto do meu horário de saída grita pra me avisar e me manda vazar, circular, disse que ela não poderia falar assim comigo e ela falou que se eu estivesse achando ruim pra eu processa-lá, me chamou de dramática e me melindrosa, me humilha e me expõe, quando do vou embora fala de mim pra ser outras funcionárias diz que não vê a hora da dona me dar um pé na banda e ainda chuta fazendo gestos na minha ausência, o que posso fazer.?

    • Bruna,

      Se você tiver como comprovar tudo isso que você contou para mim, você pode mover uma reclamação trabalhista pleiteando a rescisão indireta do seu contrato de trabalho e uma indenização pelo assédio moral sofrido.

      Boa sorte.

  14. Emília disse:

    Ola,bom no meu caso é o seguinte,meu patrão hoje durante o almoço ao envés de me chamar num canto e conversar comigo, resolveu chamar minha atenção sendo extremamente grosseiro,alterando sua voz com que varios clientes e funcionarios puderam ouvir.. insunuando q eu me recusei a cumprir normas,acho que ele queria me dar uma advertencia,alem de não ser suficiente,sua mulher lhe pediu q falasse comigo outra hora ai sim q ele alterou a voz,falando comigo como si eu fosse uma ninguem. Não sei oq pensar,ou mesmo faze.??

    • Emília,

      Se você tiver testemunhas dispostas a comparecer em juízo poderá ser indenizada pelos danos morais sofridos. Antes de qualquer coisa, sugiro que você procure um advogado em sua cidade.

      Abraço

  15. silvana disse:

    Eu começei a trabalha na firma de limpesa no metro ja fais um ano que trabalho la fasso força para limpa antes quando meu joelho nao doi muito minha incarregada nao grita nao ficava rindo de mim
    Agora ela grita comigo fica rindo falando coitada dela esta com joelho doendo ..ela ve qe meu joelho tah doento e msm a sim grita comigo….e depois fica falando de mim pras outras faxineiras ..ela fala pra mim que eu tenho qe trabalha em outro lugar pq lah nao da mais …
    Resumindo quando eu estava boa ela adorava eu agora estou ruim por causa do joelho de tanto fazer força para limpa lah ela agora rir d mim me chama d coitada eu qero sabe se eu ganharia a causa se eu processar ela por danos moral

    • Silvana,

      Você tem chances de ganhar apenas se comprovar que está sendo humilhada por ela. Isto pode ser feito por meio de gravações ou testemunhas, por exemplo.

      Abraço

  16. funcionaria publica disse:

    Há alguns anos fui humilhada por uma chefe e alguns funcionarios, para me defender respondia ,sofri uma punição processo administrativo,consegui provar que o q ela justificou para me processar era mentiras ,o processo foi anulado e ela acabou sendo removida para outro posto,mas ainda sofro psicoologicamente cm tudo q passei e ouço piadas da minha atual chefe e funcionarios o que posso fazer socorro preciso de ajuda por favor obrigaada.

  17. Costa disse:

    Olá! tenho uma chefe que sempre fica falando com ironia e rindo que é pra eu levar minha carta de demissão, isso não só acontece comigo, com outro colegas de trabalho também. O ambiente de trabalho se torna um fardo.E além do mais ela sempre fica ameaçando o funcionário, falando em demissão e diz ‘ se não tá satisfeito pedi a conta” e fora outras bobagem. Infelizmente é uma realidade.

  18. marcia Meireles Porto disse:

    Boa noite, meu nome é marcia, e no dia de hoje eu estava trabalhando, e acontceu que eu fui tirar um movel para limpar o local, com a ajuda de mais duas pessoas, acontece que a casa está em reforma, e sem querer esse móvel, parece que esbarrou no chão, e deu uma riscada, então o meu patrão começou a gritar comigo, na frente de várias pessoas que estavam trabalhando no mesmo local. Confesso que fiquei muito nervosa com os gritos do meu patrão, e saí do local. Ele tem mania de gritar com todos que está ao seu redor. Ele humilha, grita, e ninguém faz nada. Eu só quero saber se eu posso pedir essa rescisão contratual. Porque aconteceram várias coisas. E eu não sei se só porque eu sou mulher, ele se achar no direito de gritar ou me acusar de alguma coisa. Por favor me orieta, pois a minha patroa me mandou uma mensagem dizendo que ele gritou comigo pára que eu tomasse cuidado. Não porque eu sou mulher. Só que todos viram. Eu pedi para que tirassem foto do local. E a pessoa que tirou a foto disse que não tem nada riscado. O que u faço.

    • Marcia,

      Você pode pedir a rescisão indireta, sim.

      Contudo, importante destacar que você deverá comprovar as humilhações sofridas. Sem isso, as chances de vitória na reclamação diminuem bastante.

      Procure um advogado em sua cidade para que ele avalie as provas que você tem e se elas são o bastante.

      Abraço

  19. Suzane disse:

    Trabalho em uma empresa a 3 anos e desde o começo sempre sofri bullying . Tem um homem que debocha do meu tom de voz, fica imitando. Ri do meu jeito, ri do meu corpo. Esse homem é muito amigo do meu encarregado que morre de rir com as “brincadeiras” dele. Certo dia esse homem comentou que eu tinha emagrecido muito. Meu encarregado falou que eu estava sofrendo de “anorexafadeza ” , Por que os dois insinuam que sou apaixonada pelo meu chefe ( que tmb é chefe deles). Falam que sou psicopata, que estou morrendo de amor pelo meu chefe. Já conversei 2 vezes , tanto com meu encarregado, tanto com o meu chefe e eles não fizeram nada. Meu chefe disse apenas para eu fechar a cara qdo esse homem começar com as “brincadeiras”. Mas meu chefe também acha graça e compacutua com eles. Cheguei a discutir com eles. Agora eles riem quando eu saio do café ( o café é 12 min de manhã e 12 min de tarde, Mas faço apenas 5 minutos para não ter q ficar perto deles) . Quando eu falto é a mesma coisa, minhas amigas falam que eles dizem que vou para o psicológo. Eu me arrependo muito de não ter gravado essas “Brincadeiras”, pois agora que voltei de férias ( e pelo que eu soube, meu nome não saia da boca deles), eles pararam de tirar sarro de mim na minha frente , só pelas costas agora. Não sei o que aconteceu que também meu chefe e esse encarregado desde o dia que voltei, simplismente estão me ignorando. No primeiro dia que voltei esse meu encarregado estava me olhando com a maior cara feia, parecia que queria me matar com os olhos. Nem o Bom dia que dei a ele, ele sequer me respondeu. Eles estão me tratando como lixo. Sento com eles na mesma mesa no refeitorio e eles fingem que não estou lá , não trocam uma palavra comigo o almoço inteiro. Eu não sei se o que eles querem é que eu peça demissão. Eu errei um serviço e esse encarregado já quer me rebaixar de cargo. Tenho testemunhas caso eu processe a empresa, mas não sei se só isso vai servir, pq elas são minhas amigas. Por tudo o que já ouvi e por tudo o que disseram que eles falaram de mim, era para eu fingir que eles tinham morrido, não ao contrário, pq eu não fiz nada para eles.

    • Suzane,

      Neste caso você pode mover uma reclamação trabalhista cobrando indenização e, inclusive, rescisão indireta do contrato.

      Testemunhas podem ser o bastante para comprovar tais atos.

      De qualquer maneira, consulte um advogado em sua cidade para que ele analise a viabilidade de êxito em uma eventual reclamação trabalhista,

      Boa sorte.

  20. Emanuel disse:

    Passei por uma situação constrangedora na qual meu chefe nas frentes dos sócios da empresa chamou-me de burro por eu estar com um problema em um documento do Excel não quis acreditar…
    Tempos adiante tive o desprazer de errar uma planilha pela ignorância do meu gerente por não gostar de responder as minhas dúvidas com relação ao trabalhã, só q logo após a tabela pronta e errada, foi passada pra minha colega de trabalho fazer um choque pra pagto. Da mesma após voltar na mão do boçal do meu chefe só assim ele percebeu q minha planilha estava errada e veio falar comigo…
    Refiz a planilha agora corretamente é assim ele repassou pra minha colega de trabalho fazer novamente o cheque, ela pelas minha costas falou” anta” para q eu escutasse pois bem não me manifestei pois não sabia se de fato era pra mim após isso cortei ela, só ficamos no bom dia e no tchau…
    sexta agora tive o prazer de vê-lo falando com está colega de trabalho mostrando umas notas q grampeii erradas na mão e os dois rindo logo após veio Falar comigo q elas estavam grampeadas erradas, grampiei-as corretamente e devolvi-las pro senti deus, gerente boçal, meu chefe, com uma leve indireta “- só tinha um divertimento só nelas” e repeti “-um erro só”. E ele ainda rindo olhou pra mim e disse justo as q eu vi. Isto pode ser considerado assédio moral?? Estou com a desconfiança q isto pode aumentar… e não sei o q fazer pra q Cesse!! Mto obrigado!!

    • Emanuel,

      Entendo que ainda não. O assédio moral se caracteriza com o passar do tempo. Diversos atos que objetivam o empregado a pedir demissão.

      Se esta situação permanecer, pode se tornar assédio moral. Entretanto, caso você leve esta situação ao judiciário, você deverá comprová-la.

      Abraço

  21. nair ribeiro severino disse:

    sou sindicalista meu patao vivi imilhado diante meus colagas ai surgi muitos comentario fofocas nao ei o que fasrer qual o meu procedimento

    • Nair,

      Se a situação estiver insustentável você pode pedir a rescisão indireta do contrato de trabalho e uma indenização.

      Você deverá comprovar as humilhações.

      Abraço

  22. Katia disse:

    Meu chefe colocou água dentro do rádio que eu escutava .Quando cheguei liguei e ele não funcionou…Aí comecei mexer de um lado pro outro e começou a escorrer água por pouco não levo um choque….Aí fui falar com ele …Educadamente se o senhor não está gostando pq não chegou e falou.. aí ele me respondeu que deveria ter Morido..Um baita mal educado e agora o que posso fazer?

  23. Glauber Alves disse:

    Olá, gostaria de saber se o meu caso pode ser um caso assédio moral… pois bem, trabalho a um ano nessa empresa, e estou passando por problemas de saúde, do qual tenho que faltar ao trabalho.. Até aí tudo bem, mas quando falto levo o atestado. Só que nesse mês atual tive um problema grave de saúde e n tive nem como levar atestado médico. Meus superiores me chamaram a sala kuando retornei ao trabalho no seguinte, e já vinheram com deboche para com minha pessoa, me perguntaram se eu não me benzia pq as doenças só aconteciam em mim. Fiquei calado e eles supervisor e gerente continuaram a me diminuir com indiretas.. Sendo que segui o protocolo da empresa, pois como n levei atestado eu assinei uma advertência e levei uma suspensão…
    Sendo assim gostaria de saber se deboche e palavras que diminuem a minha integridade, pode ser considerada como
    ASSÉDIO MORAL! peço desde já desculpas se o texto não está devidamente correto!

    Aguardo uma resposta.

    • Glauber,

      Assédio moral não, pois este se caracteriza por atos constantes. Você pode ter sofrido uma situação de humilhação que pode gerar indenização por dano moral se comprovada.

      Abraço

  24. Vanessa Souza disse:

    Trabalho de auxiliar de limpeza, e desde então a gerente da loja me faz limpar o piso da loja com palha de aco para clarear o piso. ..so q todo esse trabalho eu tenho q esfregar com os pes, sem proteção de botas …detalhe a loja è enorme nao me fornece epi, material necessário de trabalho, alem de me fazer passar por constrangimento de ficar de quatro para limpar os pes das gôndolas, me faz limpar o que ja esta limpo, tirar po de cada folha de plantas, me levando a uma exaustão de serviço. Quero pedir para ser mandada embora pois nao aguento mais essa humilhação, posso entrar com processo contra a empresa e a gerente?

    • Vanessa,

      Caso você mova a ação pleiteando a rescisão indireta, você deverá comprovar que sofreu o assédio moral. Por isso, antes de entrar com a ação é necessário você conversar com um advogado para que ele estude a viabilidade da ação.

      Boa sorte.

  25. Bruna disse:

    Boa noite meu nome é Bruna,e tenho 6 meses de empresa. Estou gravida de quatro meses porém soube a 1 mês atrás através de um exame de sangue e assim que soube entreguei na empresa, até então eu vinha passando muito mal com enjôo e dores na parte de baixo da barriga,se eu subisse escada era motivo pra mim ficar com tontura e sentir dores. Muitas coisas tiveram que mudar por esse motivo. Até então tudo bem… Mais aconteceu que desde semana passada eu venho passando muito mal com dores abaixo da barriga e não estava indo ao trabalho, até que na terça feira quando eu cheguei para trabalhar o gerente me tratou super mal me rebaixou dizendo que eu era uma hipócrita irresponsável por não haver ligado para a firma para avisar,eu relatei que eu não tinha o número da empresa e nem de ninguém lá dentro e ele dise que eu era irresponsável por não ter o número da loja. Por esse motivo ele mexeu completamente com o meu emocional, fiquei nervosa e obtive um pequeno sangramento. Mas o pior disso tudo é que ele me levou para um cantinho Onde ninguém iria ver nem ouvir o que estávamos falando e por essa razão não tenho prova nenhuma contra ele. E com isso eu tomei a decisão de pedir demissão. E sair sem direito a nada.

    • Bruna,

      Você não deveria ter pedido demissão. Agora para conseguir ter direito a alguma deve comprovar que foi coagida a pedir demissão por conta da gravidez.

      Boa sorte.

  26. Cláudia Maria santos Barbosa disse:

    Boa tarde
    Tenho uma amiga, que tem um relacionamento amoroso com o patrão dela a 8 anos (2009/2017) só que agora ele parece está interessado em outra futura funcionária e está criando veladamente situações para que ela peça demissão, humilhando, xingando, e outras, porém isto acontece entre eles, ou na presença dos filhos dele que nunca vão ficar contra o pai, o que eu posso fazer para ajuda-lo lá caso ele venha a demiti-la ou ela pedi demissão forçosamente?

  27. Jessica Guedes disse:

    Passei por uma situação no meu emprego aonde eu questionei algo de dever do meu Gerente me esclarecer uma dúvida., na frente de todos os funcionários q estava na loja umas 8 pessoas que são minhas colegas de trabalho ele agressivamente me chamou de egoísta falou q eu só penso em mim mesma. Quando na verdade estava não era isso que tinha acontecido . Não fui egoísta apenas estava falando sobre uma dúvida de trabalho . Eu trabalho com vendas e ganho comoção e bônus por isso. A dúvida era sobre o patrão estornar o q ganhamos . Dentro disso eu fiquei muito envergonhada pois foi uma situação que fiquei profundamente ofendida com a falta de respeito . Chorei muito , vim embora passei mal pq fiquei muito triste e magoada com isso . E quero pedir remição na segunda feira pois não me imagino ele fazendo isso comigo novamente .

    • Jéssica,

      Esta situação pode caracterizar um ato ilícito ensejador de dano moral. Contudo, não há caracterização de assédio moral, pois para este se configurar é necessário que a conduta se repita com o passar do tempo.

      Acho pouco provável que você consiga uma rescisão indireta neste caso. Entretanto, caso consiga comprovar o fato, você pode ser indenizada.

      Boa sorte.

  28. Sheila disse:

    Bom dia me chamo Sheilah
    Gostaria de saber faz um ano que tenho sofrido perseguição por uma gerente ,Várias vezes ela exigiu que eu fizesse trabalhos que não eram da minha categoria.Trabalho em um hotel sou arrumadeira quando reclamo qualquer coisa ela excede demais grita agora para melhorar a mina situação ela está me fazendo trabalhar sozinha,Já falei que não vou sair não adianta ela gritar me insultar mas agora ela está me ofendendo pior na frente do meu turno ela fazia agora ela está me humilhando na frentes de outros turnos..Eu sou Boa funcionária todos elogiam o meu serviço faço o meu serviço bem feito não tenho reclamação de ninguem uma outra garota até sai por causa dela pq sofria o mesmo ou até pior….Gostaria de saber o que deveria fazer???

    • Sheila,

      Se você tiver como comprovar as condutas da gerente, você pode procurar um advogado para pleitear judicialmente a rescisão indireta do seu contrato de trabalho.

      Antes de tomar qualquer medida, procure um advogado para que ele avalie se as provas são o bastante para obter êxito na demanda.

      Boa sorte.

  29. Emily disse:

    Eu trabalhava 6 meses sem ser de carteira assinada quando eu tinha 17 anos quando completei 18 anos meu patrão assinou minha carteira só que ele queria que eu fosse pra casa dele arrumar, eu disse que não iria então ele disse que quando acabasse o contrato de 45 dias ia me dar minhas contas . Só que fiquei grávida então ele não me deu mais minhas contas. Mais ele me humilha me chamando de burra de pobre fica gritando comigo não frente de outros funcionários já fui parar na maternidade pq ele me humilhou tanto que me sentir mau. Ele tá fazendo de tudo pra eu pedir minhas contas porque ele disse que não vai me dar as contas porque ele sabe que vou ter direito a muita coisas. Então ele tá me tratando mal pra eu pedir minhas contas. E já tô pra fazer isso porque sofro muita humilhação dele.

  30. christiane disse:

    Oi boa noite, trabalho como operadora de caixca, estava fechando meu caixa pra outra operadora entrar, enquanto eu fechava ela falava que comprou uma carne de boa qualidade… Ele me viu conversando e começou a falar alto no meio do salão de modo que outros funcionarios e clientes escultassem ” para de conversar, vc conversa de mais, trabalha sem conversar, para tem que parar , e saiu falando alto conversa de mais num para não. Me senti muito humilhada e envergonhada.

    • Chistiane,

      Você passou por um constrangimento que pode ter lhe causado danos morais. Entretanto, para a configuração de assédio moral, seria necessário você passar por este constrangimento por diversas vezes.

      Abraço

Deixe seu comentário!

 
Share